Para Namorar uma Feminista Assuma a Causa

O fim? Feminismo eh totalmente diferente do que ela impõe. Louca, nojo dessa mulher. E se eh mulher. Ah, vei Vi um vídeo na net falando justamente disso Tipo: chamar uma mulher de vagabunda na brincadeira amizade , mesmo que ela ria, é um comportamento machista. O choro é livre bb. Oooooooooooooooooooooooooo dó. Graças aos escravocetas que apoiam isso. Dai sim fazia sentido um movimento feminista. Agora que sentido tem? Cota pra mulher? Sim, normal. Essa ai nunca. Deus nos livre.

Teriam coragem de namorar uma feminista?

Se ela for gostosa, dar de 4 e limpar bem a casa, com certeza kkk. Veblen explica. Por outro lado, também existem muitas feministas que andam de saia, francesinha nos pés e bolsa de oncinha nos ombros. É muito difícil ser subitamente acusado de machista. E de racista, e de homófobo, etc, enfim, todas as vertentes da outrofobia. Quem reagir à substância, ficar com coceira ou inchaço, é porque é alérgica.

Pondé: 'Feministas desarticulam a forma como homens e mulheres se veem'

Ser alérgico é isso: reagir a essa substância. Machismo é isso. Estados Unidos, mesa grande, gente do mundo todo. O assunto: casa e filhos, homens e mulheres, machismo e feminismo. O pobre brasileiro ficou transtornado. Pensou até que fosse ironia. Por que ele mudaria seu comportamento? Deixa ele se enxugar um dia com o tapete do banheiro. E responderam:. Ou, pior, namoradas! É porque queremos o bem delas, pôxa! Para ter uma conversa franca e aberta sobre estupro e escolha? Alguns talvez consigam, a custa de muito esforço pessoal, apagar e superar esses ensinamentos perniciosos.

Link YouTube Imagina isso todos os dias desde os seus onze anos. Deixa elas andarem na rua em paz. Nós todas, homens e mulheres, crescemos em uma sociedade profundamente machista e outrofóbica, que nos infectou desde cedo com seus valores e prioridades. Idem com o feminismo:. Entretanto, isso só comprova a gravidade e a urgência do problema: a mulher, quando se deixa infectar pelo machismo e se transforma em vetor da cultura machista, torna-se vítima e algoz, duplamente vítima. Em primeiro lugar, porque é mal-educado apontar dedos. Por outro lado, instituir uma caça às bruxas aos "machistas" também acaba fazendo do machismo um pecado quase religioso, daqueles que se comete até em pensamento.

Deixando de lado minha sanha classificatória ontológica de apontar o dedo para as outras pessoas, ou até mesmo para mim, e rotular obsessivamente, "você é isso", "eu sou aquilo", etc, o que concluí foi o seguinte:. Pouco importa o que a gente É sermos machistas, racistas, homofóbicas, transfóbicas, etc, ou seja, outrofóbicos : o importante é o que a gente FAZ termos atitudes machistas, racistas, outrofóbicas, etc. Todas nós, homens e mulheres, crescemos em uma sociedade outrofóbica. Somos todas, homens e mulheres, potencialmente preconceituosas.

Corremos todas, homens e mulheres, o risco de termos atitudes machistas, racistas, homofóbicas, transfóbicas. Ao tentar educar ou esclarecer ou dialogar com pessoas que tenham atitudes outrofóbicas e preconceituosas, evito levar a conversa para o lado do "você-é-isso". Se interpelo a pretensa "essência" de uma pessoa "você é machista! Mas pouco importa quem essa pessoa "realmente-é".

Tenho acesso às ações e às palavras dessa pessoa e com essas ações e com essas palavras que vou dialogar:. Ou seja, em vez de falar sobre o que a "pessoa-é", tento falar sobre o que a "pessoa-fez", sobre o impacto de suas ações no mundo, sobre o impacto de suas palavras em outras pessoas.

(5) Comentários

A luta por direitos iguais entre homens e mulheres interessa a ambos os gêneros. O feminismo é antes de tudo uma luta por direitos humanos. Nós, homens, desfrutamos de total autonomia sobre nosso corpo. Ninguém nos diz o que fazer com ele. Sei que é difícil mas fique de boca fechada. O corpo é dela.

Que "seriam mais ouvidas se fossem menos agressivas". Que "deveriam ser mais dóceis". Mas, do ponto de vista de uma mulher, esse é justamente um dos maiores privilégios masculinos.


  • aplicativos gratis de namoro.
  • Lola, a feminista clássica?
  • eu nao consigo namorar com ninguém.
  • 7 motivos para ter um relacionamento feminista - VilaMulher.
  • Ele é Bolsonaro, ela é feminista: como o casal dividido por política se ama.

Ou recebeu menos do que média e, portanto, ainda precisa de todas as vantagens que puder agarrar? Se a vida fosse um videogame, ser homem, branco hétero seria com certeza o nível de dificuldade mais baixo. A Outrofobia sempre vence.


  • música me chame pra namorar.
  • melhores sites de solteiros.
  • 7 motivos para ter um relacionamento feminista.
  • namoro flavia pavanelli.
  • dinamica para solteiros cristãos.
  • Navegação por posts?
  • site de encontro de namoro.

Espero que tenha gostado. Espero que tenha chacoalhado alguns de seus preconceitos. Além disso, existem sites excelentes que você pode e deve acompanhar, mantidos por escritoras, pensadoras, militantes e estudiosas que recomendo, como Lola Aronovich , Aline Valek , Cynthia Semiramis , Mary W.

Esse texto faz parte do meu livro Outrofobia: Textos Militantes , publicado pela editora Publisher Brasil em Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Coleções Ver todas as coleções.

Eu já fui uma mulher que acreditava em amor livre

Mente e atitude artigos. Mentoria PdH 79 artigos.

Papo de Homem

Mulheres que você deveria conhecer 13 artigos. Sem desculpas! Tudo o que você precisa saber para começar a se exercitar do jeito certo 6 artigos. As Prisões 9 artigos.